Retorno para a Tailândia

Após 2 vezes em que estive na Tailândia, visitando e conhecendo a parte mais ao norte do país, nunca tinha ido nas áreas do sul que é onde ficam as mais belas praias e ilhas. Então queria dedicar uma viagem só para esses lugares com mais carinho.

Encontramos passagens para Tailândia pela Companhia Aérea da Qatar Airways. Partimos de São Paulo e fizemos escala em Doha (Emirados), que foi muita vantagem pois Doha não precisa de visto de trânsito ao contrário do seu “vizinho” Dubai. Chegamos finalmente no aeroporto internacional de Bangkok (Suvarnabhumi), depois de uma jornada de 21hrs para chegar até lá. Éramos 3 pessoas, eu, meu pai e meu melhor amigo. Do aeroporto pegamos o skytrain até o hotel que ficava a 10 metros da estação, isso mesmo 10 metros!muito perto. Nossa viagem duraria 20 dias então, escolhemos 4 dias para aproveitar a capital. No mesmo dia em que chegamos, à noite fomos para a Kao San Road, uma badalada e famosa rua da cidade com bares, boates, comidas, feirinhas. Compramos algumas coisas, aproveitamos um dos bares que estava tocando música. Nesse bar bebemos 2 torres de cerveja, pedimos, água e refrigerante,e a conta deu apenas 16 reais (160bahts) se eu não me agano (muito barato)!

No dia seguinte resolvemos ir até o Budha Esmeralda no Palácio do rei. Primeiro pegamos um taxi, ai vai a minha dica para vocês: evite pegar tuktuks, são muito mais caros, é claro que você pode pegar algumas vezes para viver a experiência que é muito legal, mas pegar taxi é muito mais barato e quando falar com o taxista exija o taximetro ligado porque isso é lei. O Budha esmeralda do palácio do rei é incrível, pagamos 500baht (50 reais) por pessoa para entrar, Valeu muito a visita. é realmente de se impressionar: Os detalhes, a construção, a história e etc.

Palácio Budha Esmeralda

Retornamos ao hotel para descansar e a noite fomos ao Lebuat Hotel para conhecer o skybar que ficava no 69º andar se eu não me engano, o mesmo usado no filme (se beber não case). Para subir no edifício não precisa pagar, mas já vou avisando se for consumir alguma coisa lá, prepare seu bolso, Um copo de coca cola: 35 reais, um copo de wisky 80 reais. Os preços são absurdos, mas a vista do lugar é F#####, Faz frio, venta muito mas a vista ahhhhhh é linda!!

Vista do Lebuat Hotel no Skybar

No dia seguinte resolvemos conhecer Ayutayya, como Eu já conheço muito a Tailândia, pois era minha terceira vez lá conhecia alguns atalhos para poder chegar em alguns lugares, Pegamos o Skytrain e descemos perto do mercado principal, atravessamos o parque Queen Kirikt Park e chegamos na rodoviária, e pagamos para embarcar em uma van muito confortável para uma distância de 200km apenas por 70 reais. Bom Ayutaya é aquilo que a gente ver nas fotos, é cheias de templos, construções muito antigas, elefantes, vale a pena a visita!!

Ayutthaya – A antiga Capital da Tailândia

No último dia em Bangkok resolvemos relaxar e fazer comprar andar pela cidade mesmo e conhecer Chinatown.

Rumo ao Sul (PRAIAS) Finalmente!!

Do aeroporto Don mueang é onde operam as lowcosts do Sudeste Asiático e pegamos o avião da AirAsia rumo a Krabi. Poderíamos muito bem ir de ônibus para lá mas eu não queria perder tempo pois era um percurso de 1000km

Aeroporto de Don Mueang em Bangkok

e afinal as passagens ficaram apenas 150usd para nós três (50 usd por pessoa).

Krabi visto da Janela do Avião impressiona de verdade, é muito lindo! Desembarcamos e procuramos por um hotel em Aonang Beach. Recomendo muito ficar no SEASONS Hotel, piscina incrível quartos muito grandes, e limpos.

Usamos Krabi como base para fazer todos os passeios das Ilhas e outras praias, acho que não preciso comentar sobre Railay beach, Kophiphi, Hong island, Bamboo Island, Poda Island, acho que é só chegando lá para saber como é a sensação, a dica mais importante das ilhas que eu dou é: sempre leve dinheiro pois para chegar na maioria das ilhas você precisa pagar para desembarcar na ilha, KoHphiphi e Hong Island é assim por exemplo. E outra dica: por favor não falem “KOFIFI” ou “FIFI” isso é errado!!! náo significa que só porque tem PH que o som é de f, é com P mesmo que se fala, pois a origem da palavra é Tailandesa Koh = Ilha.

Ilha de Koh-Phiphi

 

Enfim recomendo conhecer a Tailândia, é um país fascinante, já relatei sobre ela aqui em outras vezes que fui para lá, é fácil trocar dinheiro, é fácil se locomover, é seguro, as pessoas são muito cordiais, e é um país que oferece muita coisa.

 

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *