Tem conexão em Lisboa de 7 ou 8 horas? Não fique no aeroporto!

Portugal, mais especificamente Lisboa vem se tornando nos últimos anos um dos principais destinos turísticos não só da Europa, mas do mundo todo. É barato, seguro, com muitos lugares bonitos e para muitos bastante calma em exagero.  Além de ser o objetivo para muitos viajantes, Lisboa também é um ponto estratégico de conexões para outros lugares na Europa.

Se você possui uma conexão em Lisboa de 5 horas ou mais. Vale a pena ler esse post.

O aeroporto de Lisboa possui um sistema metroviário que o liga a vários pontos importantes da capital portuguesa. Logo na Saída principal do aeroporto, já é possível enxergar as escadas que descem para a estação do metrô. Na entrada existem várias máquinas onde podemos comprar o bilhete. A compra é simples, mas é sempre bom prestar atenção porque existem várias modalidades de bilhetes. No meu caso, uma das vezes em que estive em Lisboa em uma conexão mais ou menos de 7 horas, optei pelo modelo de bilhete chamado “viva viagem – 24 horas” que me permite usar o metro quantas vezes for preciso dentro de 24hrs após a aquisição do ticket. Para adquirir o ticket, precisa primeiramente escolher a opção de comprar cartão recarregável viva viagem que é feito direto na máquina, terminado essa etapa é só recarregar na máquina mesmo o seu cartão com a opção na tela ticket 24h. É muito simples, não há mistério, a máquina é bastante intuitiva.

A imagem acima ilustra o mapa metropolitano do metrô de Lisboa. No mapa as linhas são classificadas por nome e cores o que ajuda mais ainda na compreensão. Observe que o aeroporto fica na Linha Vermelha que será seu ponto de partida para aproveitar o seu precioso e curto tempo em Lisboa.

Oceanário de Lisboa

É uma oportunidade e tanto para ver de perto os seres que habitam todos os mares do nosso planeta. O oceanário de Lisboa foi considerado recentemente por revistas e pelo TripAdvisor como segundo melhor do mundo, só perde se eu não me engano para o de Atlanta nos Estados Unidos.

Como chegar ao Oceanário: Pegando o metro na estação do aeroporto através da linha vermelha, desça na estação Oriente. Do lado de fora da estação note que essa área é uma parte mais moderna de Lisboa, pois foi recentemente reformada. Ao observar as margens do Rio Tejo ao sair da estação, apenas seguir pela esquerda do rio que o oceanário estará bem pertinho.

Para entrar no Oceanário precisa passar pela bilheteria que fica logo no portão de entrada para comprar o ingresso. O problema é que geralmente o Oceanário sempre está cheio de turistas logo pode-se imaginar uma imensa fila para adquirir os bilhetes. Isso pode se tornar um problema, pois não podemos perder muito tempo por causa da nossa conexão em que cada minuto é valioso. Então a opção muito boa é que podemos comprar pela internet e imprimir o voucher. Com isso é só passar direto na área de segurança que um funcionário irá validar o seu documento e pronto é só aproveitar. O valor do ingresso custa aproximadamente uns 20 euros e te garanto que vale cada centavo.

 

Padrão dos Descobrimentos

O padrão dos descobrimentos é considerado um grande marco na história não só de Portugal como também do Brasil.  Passear ao redor de grandioso monumento vai fazer nos sentir um pouco em casa isso porque o calçadão é o mesmo de Copacabana. Para se chegar ao Padrão dos descobrimentos é preciso usar o metrô e descer na estação Cais do Sodré, é praticamente o terminal que fica na margem do Rio Tejo. Ao lado há uma espécie de comboio elétrico que você pode pegar para chegar na Av. Brasília, é onde fica o Padrão dos Descobrimentos. É quase um caminho em linha reta de aproximadamente 6,5 km de distância.

Entre a estação Cais do Sodré e o Padrão dos Descobrimentos você vai passar por cima da ponte 25 de Abril.

 

Torre de Belém

Do Padrão dos Descobrimentos é possível avistar a Torre de Belém, apenas 1km de distância  entre ambas, que pode ser feito por uma prazerosa caminhada aproveitando ao mesmo tempo a vista que o Rio Tejo proporciona. Restaurantes e barraquinhas ao redor vendem o famoso “Pastelzinho de Belém”. Ir a Belém e não provar desse iguaria é um grande pecado. A entrada para a torre  custa em média 10 euros.

 

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *